Demonstrações Financeiras a-servicos-titulo

Esta categoria de tradução exige especialização e experiência no mercado financeiro uma vez que há toda uma gama de jargões, linguagem e termos e específicos que devem ser minunciosamente analisados e transpostos de maneira fiel ao texto traduzido.

A tradução de demonstrações financeiras, entre outros documentos, inclui:

DOCUMENTAÇÃO PARA OFERTA PÚBLICA INICIAL DE AÇÕES

Oferta ao público investidor, depois de cumpridas as exigências de registro da Comissão de Valores Mobiliários (Securities and Exchange Commission – SEC), de novos valores mobiliários, normalmente por um banco de investimento, a um preço de oferta pública acordado entre a emitente e os bancos de investimento. As ofertas públicas se distinguem de uma colocação privada (private placement) de novos valores mobiliários, que está sujeita a regulamentações diferentes da SEC. (Downes, John e Goodman, Jordan Eliott – Dicionário de Termos Financeiros e de Investimentos – Nobel)

PROPECTOS

Oferta formal por escrito para venda de valores mobiliários que define o plano de um empreendimento comercial ou os fatos sobre uma já existente, fornecendo ao investidor as informações necessárias para uma tomada de decisão. Os prospectos também são publicados por fundos mútuos (mutual funds), descrevendo o histórico, a qualificação dos administradores, os objetivos do fundo, demonstrações financeiras e outros dados essenciais. Um prospecto para uma oferta pública (public offering) deve ser arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (Securities and Exchange Commission – SEC) e entregue aos compradores em potencial da oferta. O prospecto contém informações financeiras e uma descrição histórica da companhia, seus executivos, operações, litígios pendentes (se houver) e planos (inclusive o uso de recursos da emissão.

Antes de receberem uma cópia final do prospecto, denominado prospecto legal (statutory prospectus), investidores podem receber um prospecto preliminar (preliminar prospectus), comumenmte chamado red herring, em razão do alerta em tinta vermelha sobre sua condição de provisoriedade. Esse documento não é completo em todos os detalhes, embora a maioria dos principais fatos da oferta seja normalmente incluída. O prospecto final também é denominado circular de oferta (offering circular).

As ofertas de sociedades limitadas também são acompanhadas de prospectos. Sociedades limitadas cujo objeto sejam imóveis, petróleo e gás, arrendamento e equipamentos e outros tipos de sociedades limitadas são descritas em detalhe, e as informações relevantes, as qualificações dos sócios solidários e opiniões para sustentação legal também são contempladas. (Downes, John e Goodman, Jordan Eliott – Dicionário de Termos Financeiros e de Investimentos – Nobel)

TRADUÇÕES DE ACORDOS DE ACIONISTAS

Na sistemática comercial, mais precisamente no âmbito das sociedades comerciais, é o ajuste, celebrado pelos acionistas de sociedade anônima, sobre a compra e venda de suas ações, preferência para adquiri-las, ou exercício do direito de voto. (Lei no 6.404/76, art. 118)

ESTATUTOS SOCIAIS

Instrumento de constituição das sociedades empresárias (articles of incorporation) (Castro, Marcílio Moreira de, 1981 – Dicionário de direito, economia e contabilidade

TRADUÇÃO DE DOCUMENTOS PARA A CRIAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO

Fundos que investem em empreendimentos imobiliários (exemplos: edifícios comerciais, shopping centers, hospitais etc.). O retorno do capital investido se dá por meio da distribuição de resultados do Fundo (o aluguel pago por um shopping center, por exemplo) ou pela venda das suas cotas do Fundo. (http://www.bmfbovespa.com.br)

TRADUÇÃO DE CONTRATOS DE ABERTURA DE CRÉDITO

Contrato celebrado por um estabelecimento de crédito, casa bancária ou mesmo por outro comerciante para ser usado pelo creditado de uma ou mais vezes.

A abertura do crédito pode ser concedida para o fornecimento de mercadorias ou para o fornecimento de dinheiro necessário ao financiamento de um negócio. (Silva, De Plácido e, Vocabulário Jurídico, Rio de Janeiro, 2000, Editora Forense)

RELATÓRIOS DE GESTÃO

Relatórios de Gestão são instrumentos que apresentam os dados principais que retratam a atuação de empresas nos mais diferentes cenários. Os dados são distribuídos de forma a mostrar em detalhes todas as atividades desenvolvidas no âmbito de cada instituição. Os resultados mostrados através do Relatório de Gestão servem de subsídios para uma avaliação eficaz do trabalho realizado. Ao mesmo tempo, mostra as estratégias de planejamento, as políticas de trabalho e os indicadores institucionais.

DOCUMENTOS PÚBLICOS

Entende-se como documento público todo ato escrito e passado por serventuário público, no livro de seu ofício ou cartório, ou em repartição pública, segundo as prescrições e formalidades legais, exigidas para sua autenticidade e legalidade.

Os documentos públicos são por si só considerados autênticos e fazem prova plena quando apresentados no original, traslado ou certidão, e quando em cópia, extrato ou pública-forma, somente se devidamente concertado, o que se faz com a presença das próprias partes interessadas, consistindo este concerto na conferência do original com a cópia. (Silva, De Plácido e, Vocabulário Jurídico, Rio de Janeiro, 2000, Editora Forense)

EMISSÕES DE TÍTULOS

Compreendem o lançamento de quaisquer dos valores, ditos títulos de crédito, os quais resultam da intenção de ser obtido capital necessário à instituição de empresas comerciais ou industriais, para satisfação de necessidades administrativas do governo ou cumprimento de obrigações individuais.

Nesta forma, emissão de títulos é expressão que abrange a emissão de ações, emissão de debêntures, emissão de apólices, emissão de letras de câmbio ou de notas promissórias, em virtude do que tais títulos se fazem e se põem em circulação.

Na letra de câmbio, a criação do título diz-se propriamente saque, palavra que também indica a criação do cheque e da duplicata.

Já para a nota promissória, na técnica, o ato de fazê-la, diz-se, propriamente, emissão. (Silva, De Plácido e, Vocabulário Jurídico, Rio de Janeiro, 2000, Editora Forense)

DEBÊNTURE

Título representativo de dívida em geral lastreado apenas no crédito do tomador de empréstimo e documentado por um contrato chamado de escritura de emissão (indenture). Um título de dívidas sem garantias é uma debênture. (Downes, John e Goodman, Jordan Eliott – Dicionário de Termos Financeiros e de Investimentos – Nobel)

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Documentos elaborados ao fim de cada exercício social pela diretoria, com base na escrituração mercantil da companhia e que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas naquele exercício. (Lei 6.404/76, Seção II, Artigo 176).

TRADUÇÕES DE RELATÓRIOS ANUAIS

Relatório anual da situação financeira de uma companhia, que deve ser distribuído aos acionistas conforme os regulamentos da Comissão de Valores Mobiliários (Securities and Exchange Commission – SEC). Deve incluir a descrição das operações da companhia, o balanço patrimonial e as demonstrações dos resultados. A versão completa do relatório anual – denominado 10-K-, contendo informações financeiras mais detalhadas, pode ser obtida mediante requisição junto à secretaria da empresa. (Downes, John e Goodman, Jordan Eliott – Dicionário de Termos Financeiros e de Investimentos – Nobel)

BALANÇOS PATRIMONIAIS

Relatórios financeiros, também denominados demonstrações da situação financeira, apresentando a situação do ativo, passivo e patrimônio líquido em uma data específica, geralmente no fechamento de um mês. Uma das maneiras de analisar uma empresa é comparar a massa de capital (assets) com as fontes desse capital (liability e equity). O ativo é igual ao passivo somando ao patrimônio líquido, e o balanço patrimonial é a lista de itens que compõem os dois lados da equação. Ao contrário de um demonstrativo de lucros e perdas (statement of profit and loss), que apresenta os resultados das operações durante determinado período, um balanço patrimonial mostra a situação econômico-financeira da companhia em uma data específica. É um instantâneo, e não um filme, e deve ser analisado através de comparação com outros balanços e demonstrativos operacionais anteriores. (Downes, John e Goodman, Jordan Eliott – Dicionário de Termos Financeiros e de Investimentos – Nobel)

PARECER DOS AUDITORES

Declaração assinada por um auditor independente descrevendo o escopo da inspeção dos livros e registros de uma organização. Como o relatório financeiro envolve considerável grau de poder discricionário, o parecer dos auditores confere maior segurança aos credores ou investidores. Dependendo da extensão da auditoria e da confiança do auditor na veracidade das informações, o parecer pode ser irrestrito ou conter ressalvas. Os pareceres com ressalvas justificam um exame mais acurado. Também denominado certificado do auditor (auditor’s certificate). (Downes, John e Goodman, Jordan Eliott – Dicionário de Termos Financeiros e de Investimentos – Nobel)